domingo, 18 de julho de 2010

ARTESANATO

Alimentos

Doces típicos regionais de fabricação caseira: doce de leite, de coco verde, de frutas tropicais (caju, goiaba, manga, banana, mamão). Encontrado em todas as regiões do Estado.

Cerâmica

É a argila modelada e aquecida a ponto de manter a forma definitiva desejada. São mais empregados o massapé (preto), tauá (amarelo) e o caulim (branco). Para artigos ornamentais, é necessário a complementação com acessórios feitos a mão, como a pintura dos vasos. São Gonçalo do Amarante é o município que concentra a maior produção. Também se encontra em Ceará-Mirim, Florânia e São Tomé.

Cestarias e Trançados

As palhas são, através de cortes, postas a secar e trançadas segundo técnicas variadas, de acordo com o formato desejado e a matéria-prima utilizada. Encontrados em quase todos os municípios do Estado.

Couro

Pode ser de origem caprina ou bovina. São empregadas matérias-primas complementares à fabricação do produto. Natal, Caicó e Taipu são os pólos de produção desse tipo de artesanato.

Madeira

São peças esculpidas formando utilitários diversos, santarias ou imaginários. Destacam-se Taipu e Macaíba.

Pedras

As peças podem ser lapidadas ou esculpidas, formando adornos diversos. A maior produção se encontra no município de Currais Novos.

Rendas e Bordados

Renda é a obra na qual o fio, conduzido por uma agulha, ou vários fios conduzidos por meios de bilros, geram um tecido e produz combinações de linhas análogas às que o desenhista obtém com o lápis. Diferencia-se do bordado pelo fato de que a decoração é parte integrante do tecido, em lugar de ser aplicada em um tecido preexistente. Caicó é o mais tradicional pólo produtor de rendas e bordados.

Tecelagem

Preparação do fio para fazer pano. São realizados em teares movidos a pedal. A rede é o produto mais representativo e comercializado nessa tipologia. Acari, Jardim do Seridó, Florânia, Arez, Ipanguaçu, São Paulo do Potengi e São Tomé, todos estes municípios produzem artesanato utilizando-se do tear.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário